Barba, cabelo e bigode.

O mundo está de olhos apontados para alguns desses jogadores, que carregam nas costas a responsabilidade de representar o seu país em um dos certames mais importante do esporte mundial. Dentro das quatro linhas, há magia nos pés e estilo nos penteados de nomes como David Beckham, Neymar ou Gervinho. Em um compilado de fotografias antigas, encontramos alguns dos cabelos mais irreverentes da história do Mundial. 

Em 2002, Ronaldo, o número 9 da seleção brasileira, raspou o cabelo e deixou apenas um tufo na parte da frente para contar o que aconteceu ao resto da cabeleira. O jogador mais tarde justificou o devaneio, dizendo que tinha tido aquela ideia para disfarçar a lesão que teve na perna.

Rodrigo Palácio, da Argentina, fez algo do gênero deixando apenas ficar uma trança na parte de trás. Até agora, ninguém sabe o que desencadeou tamanha mudança de visual.

Outra vertente popular nos futebolistas, além da máquina zero, é a coloração. Não é novidade que estes desportistas são adeptos do cabelo pintado, especialmente se for para descolorar até ao loiro. Do vasto arquivo, fazem parte nomes como Neymar, Paul Pogba ou nosso craque português Cristiano Ronaldo quando se aventurou no mundo (não tão) encantado das madeixas.

 

David Beckham-2002
Gervinho-2010
Lionel-Messi -2010
Asamoah Gyan-2014
Ronaldo Fenômeno -2002
Rodrigo Palacio-2014
Paul Pogba-2014
Neymar Jr. 2014
Dane Shea-2014

 

 

Faça um comentário

Loading Facebook Comments ...

Leave a comment