SESC Cadeião Cultural Recebe Curitibano João Triska para Projeto “SESC Sonoro”

Músico curitibano realiza duas apresentações, nesta sexta e sábado, e ainda ministra oficina de ritmos paranaenses

 

Nestas sexta e sábado, 9 e 10, o SESC Cadeião Cultural recebe  o músico João Triska para compor a programação do projeto SESC Sonoro. O projeto recebe 12 músicos e grupos musicais, de Londrina e outras regiões do Brasil, ao longo do ano e nesta sexta, o músico João Triska, desbravador do território sul-americano e considerado um dos novos e promissores talentos dentro do universo da música popular brasileira, vem de Curitiba para realizar show fechado para alunos da rede pública, seguido de bate-papo sobre música tradicional. No sábado, 10, a programação segue com oficina de música caipira, com vagas limitadas, e show aberto à comunidade a partir das 17h.

Aos 28 anos, Triska mostra a que veio. Explorando os variados gêneros, ritmos e elementos estéticos da América do Sul, é dono de uma sonoridade singular e inovadora, imbuída de personalidade inquieta  e  crítica,  integrando  à linguagem    moderna e contemporânea  o  essencial  de suas raízes. “Iguassul”, seu segundo  trabalho     de  estúdio, nos convida  a romper as  ilusórias fronteiras entre o Brasil e América do Sul, em canções que fluem livremente entre o português e o espanhol, entre a milonga, o baião, o reggae, o rock e a lambada.

A riqueza de timbres, cores e sotaques nos fazem percorrer o continente junto com Triska, que compôs muitas das canções em viagens pela América do Sul, como é o caso de “A Semente e a Tapera” (Mato Grosso) “Ojo del Inca”(Bolívia),”Cerro Memby”(Paraguay) e “Guartelá”(Paraná).

Outro destaque do álbum, são as parcerias  entre João Triska e o premiado poeta mineiro Guilherme Gontijo,  cujo estilo indecifrável  apresenta o  que há de  mais belo e sofisticado de forma simples e direta. Chamam atenção a doçura da poesia de “Jataí”, um retrato da natureza feminina e a solidez de “Pedras, Panos, Liberdade”, um “grito” contemporâneo que mergulha no vazio da atual conjuntura da sociedade brasileira.

Os profissionais escolhidos, por sua vez, trouxeram consistência e bagagem para a missão “Iguassul”; seja no exímio cuidado e sutileza de timbres da produção musical de Luis Piazzetta, das guitarras “encarnadas” de Du Gomide, das notas precisas do baixo de Thiago Duarte ou da riqueza percussivamente latina de Léo Cardoso e Denis Mariano. No desfecho desta expedição musical pelo curso do rio “Iguassul”, em busca da lendária “Terra sem mal”, as duas presenças que brilham são do consagrado cantor Paulinho Moska em “A Linha Além”, cuja conexão com a musicalidade de Triska foi imediata e da bela e delicada voz da cantora Thamires Tannous, que interpreta a romântica canção “Em Teu Ser”.

Na defesa de um trabalho genuíno que apresenta a estética do Sul do Brasil ao resto do mundo, “Iguassul” dá um passo além-mar em direção ao “som universal” e eleva João Triska a novos patamares dentro da música popular brasileira, como um talentoso compositor que enaltece a exótica beleza sul-americana.

 

João Triska se apresenta no SESC Cadeião Cultural na sexta-feira, 9, para escola da rede pública e no sábado, 10, para a comunidade geral. Os ingressos para o sábado custam R$2,00 para comerciários, R$5,00 para beneficiários da meia-entrada e R$10 a inteira. A oficina “Música de Raiz – Ritmos Paranaenses e Fronteiriços”  também acontece no sábado, a partir das 10h, e é aberta a todos os públicos e faixas etárias. A inscrição para a oficina é gratuita.

Outras informações estão disponíveis em http://www.sescpr.com.br ou pelo telefone 3572-7700

Faça um comentário

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *