A arte do graffiti, é algo belo de se observar.

No início da década de 1980, desenhos enormes de frangos assados, telefones e botas de salto fino começaram a aparecer em muros de São Paulo. Eram alguns dos primeiros grafites em espaço público da capital paulista, feitos pelo artista etíope radicado no Brasil Alex Vallauri.

Na época, com a liberdade de expressão caçada pela ditadura militar, o grafite era considerado crime pela legislação brasileira. E nas obras de Alex Vallauri era possível entender o lado político do grafite paulistano, um dos seus primeiros desenhos foi o “Boca com Alfinete” (1973), uma referência à censura.

Leia Também

Kit Harington é eleito o homem mais mal vestido do ano

5 cortes de cabelo DAHORA para o verão

Bell & Ross relança modelo popular BR 01 “Burning Skull”

Conheça o primeiro relógio de luxo com temática de maconha do mundo

Já nos tempos atuais, em meio a conflitos entre a prefeitura de São Paulo e os grafiteiros, a proposta dos produtores Kico Santos e Fabio Nikolaus, criadores do canal de microdocumentários urbanos Cinema de Rua, é divulgar o quanto artístico são os graffitis espalhados pela cidade de São Paulo. Com o vídeo intitulado Verticor, ele mostram algumas belezas em forma de graffiti estampadas nas paredes da cidade, para homenagear seus 463 anos.

Com um drone cruzando os céus entre prédios, é possível ver de perto 19 das maiores obras de grafite da cidade feitas por grandes nomes do street art, como Os Gêmeos, Kobra, Speto, Apolo Torres, Tec, Cranio e outros. Veja o vídeo acima, e algumas das artes na galeria abaixo.

Via Zupi

Este slideshow necessita de JavaScript.

Faça um comentário

Loading Facebook Comments ...

Leave a comment