Filmes musicais, você gosta ou não?

Os filmes musicais geram ainda hoje opiniões muito contraditórias entre os fãs de cinema. Se alguns acreditam que alguns filmes, como é o caso de Les Miserábles (Os Miseráveis), dão demasiado enfoque à música, outros defendem que o filme, uma vez categorizado como musical, deve conter música do início ao fim. O resultado é o mesmo de sempre alguns saem do cinema satisfeitos com o que viram e outros desejam que o filme tivesse acabado mais cedo.

Leia Também

Filmes Inspiradores Para o Dia dos Pais

O Filme Ideal Para o Homem de Cada Signo

‘The Purge’ Invade sua Sala de Estar no Novo Trailer da Série

Já muitas histórias cantadas foram adaptadas para o cinema. A maior parte destes filmes é na verdade uma versão cinematográfica de peças de teatro que estão em exibição nos palcos de West End ou na Broadway. Outros são completamente originais e procuram conquistar uma nova audiência a partir do cinema. Alguns filmes, ainda que poucos, conseguem até nomeações pela Academia.

3. A Noviça Rebelde (1965)

Um musical de 1965 com uma trilha sonora incrível e história emocionante. Julie Andrews de volta ao papel principal num musical que se passa na década de 30, na Áustria, quando a noviça (Andrews) vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp (Christopher Plummer), que tem sete filhos e é viúvo. A chegada dela muda tudo, inclusive a maneira que os filhos do capitão são educados

2. Grease (1978)

Da época em que John Travolta era uma galã charmoso e que arrancava suspiros das adolescentes, ele interpretou Danny, um badboy charmoso que morria de amores pela recatada Sandy mas não podia demonstrar seus sentimentos por ela, ou ser romântico, pois não podia perder a pose de machão na frente dos colegas.

1. Phantom of the opera (2004)

La Carlotta é a diva de uma conceituada companhia teatral, que é responsável pelas óperas realizadas em um imponente teatro. Temperamental, La Carlotta se irrita pela ausência de um solo na nova produção da companhia e decide abandonar os ensaios. Com a estréia marcada para o mesmo dia, os novos donos do teatro não têm outra alternativa senão aceitar a sugestão de Madame Giry e escalar em seu lugar a jovem Christine Daae , que fazia parte do coral. Christine faz sucesso em sua estréia, chamando a atenção do Visconde de Chagny , o novo patrocinador da companhia. O Visconde e Christine se conheceram ainda crianças, mas ele apenas a reconhece na encenação da ópera. Porém o que nem ele nem ninguém da companhia, com exceção de Madame Giry, sabem é que Christine tem um tutor misterioso, que acompanha nas sombras tudo o que acontece no teatro: o Fantasma da Ópera

Faça um comentário

Loading Facebook Comments ...

Leave a comment