Manual do Bigode Bonito | Saiba qual Combina com Você

Fino, cheio, longo, curto ou aparado.

Com certeza já terá feito a barba toda, mantendo apenas os pelos acima do lábio superior para ver como ficaria de bigode. É também provável que a experiência não tenha passado disso, porque, admitamos: o moustache não é para todos.

Seja um Barbeiro de sucesso

Para além de exigir cuidados extra e tesouradas mais frequentes, é uma escolha arriscada, cuja receita nem sempre é infalível.

Não tema, pois estamos falando de possibilidades favoritas com direito a bigodes inspiração e reunimos 5 passos e os produtos obrigatórios para que consiga fazer o melhor dos seus pelos faciais.

Leia Também

Cuidar da barba é tão difícil assim?

DHT, o hormônio que atormenta o homem

Dicas pra Cuidar do Cabelo em Casa

Cortes de Cabelo Masculino Para 2017

OS BIGODES 

Tradicional Não tem como errar: é um bigode clássico e simples, que não ultrapassa o limite dos lábios. Como este de Brad Pitt.

Chevron Tom Selleck ajudou a popularizá-lo nos anos 80. É um bigode farto que cobre totalmente a zona acima do lábio. Vai precisar de paciência até que o crescimento lhe encha as medidas. O ator brasileiro Reynaldo Gianecchini está numa relação longa com o seu.

Bigode-lápis Parece que não, mas consegui-lo é mais fácil (ou rápido) do que parece, o problema está na manutenção, uma vez que pede para ser aparado mais frequentemente do que os anteriores. É o eterno bigode de Clark Gable, mas George Clooney também já o soube usar com mestria.

Com pera Para os mais céticos, o bigode não está sozinho e faz-se acompanhar de uma pera. Johny Depp e Orlando Bloom são adeptos.

 

OS PASSOS

#1 Primeiro passo: descobrir qual o seu tipo de bigode. Entre os que destacamos acima e as mil e uma variações possíveis, a decisão depende do estilo, claro, mas também da genética. Tal como acontece com o cabelo, o corte dependerá da facilidade de o domar e da densidade do pelo. Seja realista, até porque não vale a pena querer ter um bigode farto a la Selleck, se tem pouco para o construir.

#2 Segundo passo Não tenha pressa. Não tem que ir all the way e, na dúvida, faça um test-drive (ou vários) e vá dando protagonismo ao bigode, mas não todo, mantendo alguma barba na zona do queixo. Já provámos, em cima, que as peras são excelentes companheiras dos bigodes em execução. E até pode ser que descubra que este é, afinal, o look a manter.

#3 Terceiro passo Bigode certo encontrado, o objetivo seguinte é mantê-lo. Se é um novato e tem pouco jeito com a tesoura, deixe o trabalho para quem sabe: o seu barbeiro. É ele quem vai ser o seu conselheiro nesta nova demanda e, claro, dar-lhe os melhores truques. Nem sempre é fácil encontrar a pessoa certa para lhe pôr as mãos no bigode, por isso, assim que o encontrar, não o deixe escapar. Manter um moustache exige dedicação e tudo se torna mais fácil se não mudar de barbeiro a cada mês.

#4 Quarto passo Não basta cortar, é preciso cuidar. O bigode também vai ao banho e para o lavar pode usar o seu shampoo e água morna. O ritual é semelhante ao seguido para o cabelo e, depois disso, deve aplicar um bálsamo (fazendo as vezes do condicionador) e passar-lhe um pente para o desembaraçar e manter alinhado. E para evitar que a pele fique seca, use um esfoliante uma a duas vezes por semana. Nota: evite cortá-lo molhado para não ter uma surpresa desagradável quando estiver seco.

#5 Quinto passo Os bigodes deixaram de ser propriedade privada dos nossos pais há muito tempo, mas, mesmo assim, continuam a ouvir-se piadas quando um novo moustache entra na sala. É por isso que a regra número 5 é: acredite no seu bigode. Porque o segredo para um bom bigode é, acima de tudo, confiança.

, , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *