Nesta sexta, dia 30.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Prestes a lançar um novo EP, o músico londrinense David Mour traz ao público uma amostra da obra que está por vir. Nesta sexta-feira (30) ele participa do projeto Vozes da Cidade, organizado pelo Sesi Londrina.

O show será no Centro Cultural SESI/AML e vai ter entrada solidária, mediante a entrega de 1 kg de alimento.

 

Leia Também

Lollapalooza 2019 Confirma Datas da próxima Edição

Amadeus Beer Run desafia atletas da corrida e do levantamento de copo

 

O público poderá conferir, em primeira mão, algumas das novas canções do projeto que Mour vem gravando no estúdio Toque Grave. O lançamento oficial do primeiro single está previsto para dezembro.

Com influências que passam pelo pop, folk e MPB, o londrinense tem em sua música os ingredientes necessários para se destacar na cena cultural. Além da criatividade e letras inspiradoras, ele traz a bagagem técnica de quem é formado em música pela UEL. O resultado é um trabalho que presa pela qualidade e precisão em cada nota e arranjo.

E para botar tudo isso em prática, David Mour costuma contar com um time grande e repleto de talentos de Londrina. Para o show do dia 30, por exemplo, o palco do Sesi vai ficar cheio de grandes músicos.

Mour, que canta e toca violão, se apresenta acompanhado de Lucas Furtoso (guitarra), Alessandro Franco (baixo), Renan Gaino (bateria), Amanda Possette (teclado e synths), Victória Mattos (backing vocals), Thayse Guimarães (backing vocals), Jonas Aguiar (trompete) e Vítor Malta (saxofone alto).

Sobre David Mour

Com 23 anos de idade, David Mour é músico graduado pela Universidade Estadual de Londrina e divide o tempo entre a atuação como professor de música e a carreira musical.

Compositor, arranjador e letrista, Mour começou a criar as primeiras canções quando ainda tinha 14 anos.

No ano passado lançou o primeiro disco. “Estrangeiro” traz 10 músicas, todas de sua autoria. O álbum foi gravado e produzido por Eduardo Benvenhu. O trabalho pode ser conferido abaixo:

 

 

Com “Estrangeiro”, David Mour recebeu, no início de 2018, uma menção honrosa do prêmio Embrulhador. Para ter uma ideia da importância dessa menção, nomes célebres, como Hermeto Paschoal, João Bosco e Criolo também receberam a honraria. Outro grupo, ainda mais seleto, entrou para a lista dos 100 melhores discos, feita anualmente pelo Embrulhador.

Em setembro deste ano ele conquistou o primeiro lugar no Festival de Música de Apucarana, com a música “Fim de Tarde”.

O músico também tem um pé no cinema e fez várias participações como compositor de trilhas sonoras para curtas metragens e uma web série, que será lançada em breve.

Atualmente trabalha na gravação de um novo EP e está muito bem acompanhado do produtor musical Marco Aurélio, que recentemente participou da maior convenção de áudio profissional, organizada pela Audio Engineering Society, em Nova Iorque (EUA).

O trabalho representa uma nova fase na carreira de Mour. “É um amadurecimento para mim, porque no primeiro disco eu gravei composições que fiz dos 17 aos 21 anos. A músicas novas são mais recentes, de dois anos pra cá”, afirma o músico.

Faça um comentário

Loading Facebook Comments ...

Leave a comment