Viagens

15 dicas para viajar sozinho

Quem disse que você precisa sempre viajar acompanhado? Desfrutar da própria companhia é ótimo e libertador! Pode ser um processo de autoconhecimento e vivências incríveis! Não dependa de ninguém para realizar o seu sonho de fazer aquela grande viagem, de descobrir novos lugares, culturas e costumes! Pensando em se aventurar dessa maneira? Nós preparamos 15 dicas para você que pretende…

Read more

Por Entre Cafés e Museus 2ª Parte

Continuo hoje com o tema do último post.   Na França, as padarias, ou boulangeries como eles dizem, são verdadeiramente lojas de pão. Você entra na loja e se posiciona na fila esperando ser atendido. Chega a sua vez, você pede os pães e paga. Não existem mesas, é comprar e ir embora. É completamente diferente da nossa relação com…

Por Entre Cafés e Museus

Bonjour à tous! Hoje falarei sobre dois lugares essenciais a se visitar à exaustão nas passagens pela França, sobretudo por Paris e Lyon, lugares dos quais eu guardo enormes recordações: cafés e museus. Já é clichê associar a França com um bom café e cultura, mas não é a toa, muitos clichês são difíceis de serem quebrados porque correspondem à…

Paris – Pontos Turísticos Imperdíveis

O que visitar na famosa cidade luz? A França é ainda o país mais visitado do mundo, tendo Paris e sua região metropolitana como destino preferido dos viajantes. A Torre Eiffel, monumento escolhido como símbolo da cidade tanto por moradores quando por turistas, não é, pasmem, o ponto turístico mais visitado da cidade luz, e sim a Catedral de Notre…

Qual o Sentido de Viajar

Você trabalha mais de cinquenta por cento da sua vida. Quando está de folga ou tem férias, fica apenas na frente da TV. Essa é realmente a vida que você quer?               Quando se trata de narrar oralmente histórias e experiências, há basicamente dois tipos de narradores/contadores de histórias que são respeitados por seus conhecimentos. Um deles é a figura…

O MOCHILEIRO DA “PIONEIRO HERCULANO”

A mochila, que antes carregava materiais escolares, era sempre maior do que eu, que não passava de um garoto mirrado, indefeso e sorumbático. Na tenra infância, paraíso idílico de adultos frustrados com alguma coisa, eu era um garoto magro demais, sem muita força nos braços, resultado de uma anemia profunda. Sempre carreguei as coisas com dificuldades e não era dado a comer. Um pedaço tímido de…