“Tornaram-se clássicos não por serem antigos…”.

Quando você ouve a palavra clássicos, qual o tipo de música que vem à sua cabeça? Filmes em preto e branco e músicas como Caetano Veloso ou Legião Urbana, você não está errado, mas hoje estou aqui para falar de filmes que tornaram-se clássicos não por serem antigos, mas sim por terem causado um impacto tão incrível que já podem ser considerados Clássicos Modernos.

Leiam Também

Johnny Depp estrela no filme de lançamento do Perfume Sauvage da Dior

Veja ‘Dragon Ball Z’ x Adidas Prophere “Cell”

Preacher: Trailer da 3ª temporada é Liberado

Vamos pra lista?

1-Donnie Darko (2001)

Jake Gyllenhaal interpreta um jovem problemático, com visões do futuro e um coelho assustador como “mentor”. A trama se desenrola em uma noite, quando o jovem é despertado pelo coelho e acorda na manhã seguinte no meio de um campo de golfe, o que ele descobre mais tarde ter sido um salvamento já que uma turbina de avião caiu em cima de sua casa durante a noite mais precisamente em cima de sua cama, onde ele deveria estar dormindo.

 

2- Zodíaco (2007)

Em Zodíaco, Jake Gyllenhaal interpreta um cartoonista que torna-se obcecado por um caso policial, indo atrás de pistas após a polícia esgotar-se com pistas sobre o assassino que ficou conhecido como O Zodíaco. O elenco também conta com ninguém menos que Robert Downey Jr – o Homem de Ferro-  e Mark Ruffalo- O Incrível Hulk.

3- Bastardos Inglórios (2009)

É quase impossível um filme do Tarantino não virar um clássico moderno. Em Bastardos Inglórios, Brad Pitt interpreta o líder de um grupo de soldados norte-americanos judeus cuja missão é a de matar o maior número possível de nazis na França.

4- Cidade de Deus (2002)

Uma das tramas mais bem escritas e atuadas no cinema brasileiro, o elenco conta com atores não profissionais -daí a autenticidade das cenas- e descreve a história de dois rapazes crescendo em uma favela do Rio de Janeiro, em meio às drogas, polícia e armas.

5- Brilho eterno de uma mente sem lembranças (2004)

Após sair de um relacionamento, Joel (Jim Carrey) vai a um médico que é especialista em apagar pessoas da memória. O que se segue, graças à imagem de Gondry e palavras de Kaufman, é quase perfeito.

Faça um comentário

Loading Facebook Comments ...

Leave a comment